terça-feira, 24 de abril de 2012

Fotojornalismo: do analógico ao digital

Por Caroline Braga

Desde a antiguidade o ser humano interessa-se pelos fenômenos da luz. Ao longo dos séculos esse interesse se desenvolveu na arte conhecida como fotografia.
O embrião da fotografia é a chamada câmara escura – aparelho óptico que consiste em uma caixa com um furo em um dos lados, pelo qual passa luz de um lugar externo até atingir uma superfície interna, onde há a reprodução de uma imagem invertida.

Daguerre, Paris Boulevard, 1839


Em 1826, após vários avanços científicos, o francês Joseph Nicéphore Niépce produziu a primeira fotografia permanente. No entanto, o processo, denominado heliografia, era bastante rudimentar – exigia cerca de oito horas de exposição à luz do Sol.

Leia mais: As origens e evoluções da fotografia

Ao longo do século XIX a arte da fotografia continuou a se modernizar e a se popularizar. Em 1939, Daguerre desenvolveu um processo que diminuiu o tempo de revelação de uma foto de horas para minutos – chamado daguerreotopia. Em 1888 a empresa Kodak popularizou a máquina fotográfica segundo a estratégia de marketing “todos podem tirar suas próprias fotos”.

A fotografia digital – juntamente com programas de edição de imagem, como o Photoshop – fazem parte da revolução sofrida pelos sistemas fotográficos a partir do final do século XX. São, portanto, continuações naturais das modernizações iniciada no século anterior.

Confira entrevistas com fotógrafos sobre as mudanças decorrentes dessa revolução.

Saiba mais:
Sobre a evolução das máquinas fotográficas

Sobre a história da fotografia


Fontes:

Agnaldo de Paula - agnaldophoto@hotmail.com

Osvaldo Minoru Ota - fotooswaldodigital@gmail.com / www.fotooswaldo.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...